Notícias

Diretor do América comenta assédio a 7 atletas e ao técnico Lisca: ‘Elogio ao nosso trabalho’

Boa campanha do time na Série B tem despertado o interesse de outros clubes nos profissionais do Coelho

Por Redação, 14/10/2020 às 20:43
atualizado em: 14/10/2020 às 20:51

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Mourão Panda / América
Mourão Panda / América

Nos últimos dois meses, o América viu sete jogadores do elenco, além do técnico Lisca, serem assediados por outros clubes. Em entrevista à Itatiaia, o diretor de futebol do Coelho, Paulo Bracks, comentou o interesse dos adversários dizendo que isso soa como um “grande elogio” ao trabalho que vem sendo feito no clube.

Desde agosto, receberam sondagens de outros clubes o zagueiro Eduardo Bauermann, o lateral Sávio, os volantes Juninho e Zé Ricardo e os atacantes Alê, Ademir e Rodolfo, além do técnico Lisca, que foi procurado pelo Cruzeiro, após a demissão de Ney Franco, no último domingo (11).

“Eu vejo o assédio do mercado como um grande elogio ao nosso trabalho. Mesmo com esse assédio violento, estamos resguardados, pois os contratos são fortes. E estamos conseguindo manter o nosso elenco visando sempre o objetivo maior na temporada, que é o acesso e a permanência na Série A”, disse Paulo Bracks.

No entanto, segundo o diretor de futebol, caso chegue uma proposta que seja boa para todos os lados, o América irá aceitar, assim como fez com o meia Matheusinho, vendido ao Beitar Jerusalem, de Israel. “Claro que se a proposta for boa e justa para o América e para o atleta, analisaremos e poderemos fazer negócio, como fizemos com o Matheusinho”, ressaltou.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Time celeste terá a volta de Matheus Pereira e conta com Léo como opção. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A afirmação foi feita durante o Assembleia Fiscaliza nesta quinta-feira (26). #Itatiaia

    Acessar Link